Ulisses&Penélope


Blog para mocinhas que se inspiram em Ulisses nas suas Odisséias em mares urbanos, sem deixar de lado JAMAIS a faceirice de uma luxuosa Penélope moderna.

Este é um espaço para você gastar 5 minutos lendo todo dia; uns poucos minutos testando as novidades e infinitas horas aplicando pro resto da vida o que achar que deve.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Da série TRUQUES REQUENTADOS*: Boas-vindas

*Roubado do meu antigo jardimdosecontros.zip.net




Quem me conhece sabe o quanto eu posso ser fresca. Rímel, pó, sombras variadas, mil hidratantes e creminhos, finalizadores de cabelo, mais de 7 pulseiras por vez, sapato combinando com a bolsa, milhares de bijoux, bolsas coloridas; isso faz parte de minha rotina. ADORO TUDO!


Vasculho revistas femininas (que são uma crueldade para a auto-estima de qualquer mulher que não mora no PROJAC, diga-se de passagem) atrás das novidades mundiais de beleza e estética. A paleta de cores da maquiagem da próxima estação, o poder dos corretivos faciais, os avanços dos rímeis (cada vez mais milagrosos), os cremes que desafiam a gravidade e afins tomam boa parte de minha atenção quando estou folheando uma revista parada em pé na frente de uma banca.

No entanto, há pouco tempo descobri que nem todas são como eu. E descobri isso por acaso. Assuntando essas conversas de feminices, dei de cara com o grande mistério da Humanidade: onde estava grande parte de minhas amigas e colegas de trabalho durante a adolescência enquanto eu estava devorando pilhas de CAPRICHO? Aprendi que nem todas elas carregam necéssaires gigantes nas suas bolsas. E fiquei passada por me saber tão especialista em assuntos que são do total desconhecimento de várias belas mulheres.

Vale um parêntese: diferente do que se possa imaginar, inalei tanta futilidade para vencer minhas neuroses. Fui atrás de saber dessas coisas porque sempre fui uma mocinha pouco atraente e desprivilegiada pela natureza, assim me diziam. Eu sempre fui feia. Desinteressante. Torta. Sem charme. Com a boca grande demais. Com uma sobrancelha que me tomava a cara. Com muito cabelo. Uma uó, aos olhos gerais. Inclusive aos meus. Eu era a inteligente que não interessava a ninguém, e virei Revéillons a fio pedindo a Deus que me tornasse menos horrorosa.



Como nem reza brava resolve tudo, investi nesse valioso conhecimento (rs) para vencer o inimigo. Agora, posso me considerar uma conhecedora acima da média, que cede às delícias da frescuragem. Mas não a todas elas: eu me recuso a dar escova e a fazer as unhas. Porque eu acho que as feminices devem ser desfrutadas com prazer e jamais se tornar um prisão. E que deixem minha cutícula e meu black em paz!



Agora, em um ato de altruísmo, decidi compartilhar meus hectolitros de futilidade com as amigas. Este post inicia a série FUTILIDADE, FRESCURAS E FRU-FRUS, que tem como principal objetivo publicar dicas viáveis para que todas as moças que visitam este Jardim possam aprender um pouco mais sobre como aproveitar bem todas as mil oportunidades de ficarmos mais atraentes simplesmente por sermos mulheres. Podemos ousar muito mais do que os homens quando o assunto é modificar a nossa aparência e, pra mim, não se valer disso é meio que jogar fora o que de melhor existe na soma genética de dois cromossos X.



Com alguns artefatos, podemos ser verdadeiras mutantes. Para nós isso é fácil. A TPM está aí para não me deixar mentir: temos por natureza um poder de transmutação mil vezes maior que os homens (inclusive para o lado negro da força. rs). Mas podemos ficar com a parte boa; basta sabermos usar bem toda nossa feminice! Então, mãos à obra!

Sejam bem-vindas ao mundo mágico dos truques de beleza e dos aparatos estéticos que estão ao alcance de todas nós.

Você, que nunca usou um lápis, só passou um blush no dia de sua formatura, jamais pensou em comprar um corretivo e acha que a Amy Winehouse faz aquele traço no olho com um hidrocor preto, este é seu lugar! Aqui, eu prometo que você vai aprender o mínimo necessário para se brincar de ser outra mulher pelo menos por uns instantes. Garanto que todas conseguem.



Mesmo aquelas que nunca folhearam uma CAPRICHO...

**********************************************************

Próximo post: O Arsenal Básico. Separe logo um pedacinho de seu salário...

Nenhum comentário: